IPASMA

Aracruz-ES, 26 de junho de 2019.

Planejar uma aposentadoria com qualidade

15/03/2019

Guia para planejar e ter uma aposentadoria com qualidade

Frente ao cenário atual, de incertezas quanto a reforma da Previdência Social, milhares de trabalhadores estão inseguros em relação ao seu futuro. Por isso, a principal orientação é traçar um plano para garantir uma aposentadoria com qualidade de vida – independentemente de sua idade atual.

O salário do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) é muito importante para os brasileiros, além de um direito do trabalhador. Entretanto, o valor não é suficiente para manter o padrão de vida e, ao que tudo indica, os trabalhadores se aposentarão cada vez mais tarde. Atualmente, mais de um terço, 33,9% dos aposentados brasileiros, continuam trabalhando para complementar a renda, segundo pesquisa do SPC Brasil e da CNDL.

Portanto, o melhor é pensar no seu futuro e quanto mais independente for possível do salário da aposentadoria. O educador financeiro e presidente da Associação Brasileira de Economia e Finanças (Abefin), Reinaldo Domingos, afirma que o trabalhador brasileiro deve se planejar desde cedo para a aposentadoria. “O ideal é sempre poupar um pouco, a cada mês, para garantir um futuro mais tranquilo”, diz.

Investir em imóveis para garantir uma renda de aluguel pode ser uma boa alternativa para a aposentadoria, mas é preciso cuidado, afirma Domingos. Não é recomendado que a pessoa só tenha imóveis para alugar e nenhum dinheiro disponível em aplicações. Se o imóvel ficar vago, por exemplo, o dinheiro vai faltar.

O mais seguro é dar preferência para um modelo composto de investimentos. “O ideal é que 60% do dinheiro acumulado esteja disponível em aplicações financeiras que tenham liquidez, ou seja, que com rapidez seja possível sacar esse dinheiro”, diz o educador econômico.

E por último, é importante que o trabalhador tenha uma previdência privada. Deste modo, será possível ter um complemento de renda. Ela é indicada para quem quer investir no longo prazo, pois oferece vantagens tributárias para deixar o dinheiro aplicado por mais de 10 anos.

Para uma aposentadoria tranquila

Planeje

Defina com quantos anos você deseja se aposentar e qual o padrão de vida busca ter neste momento. Com isso estipule um número mensal. Considere as despesas, as atividades e os sonhos que deseja conquistar no período para definir esse valor.

Invista

Entenda que você precisa acumular um capital que renda o dobro do que deseja ter mensalmente. Por exemplo: caso deseje obter dessa aposentadoria privada R$ 2 mil por mês, seus investimentos precisarão render R$ 4 mil por mês. Assim, você saca metade e deixa a outra metade rendendo, para que o dinheiro se recapitalize e se preserve. Na planilha é possível fazer o cálculo e facilitar o entendimento sobre a importância do investimento.

Poupe sempre

Comece a poupar todos os meses para atingir essa meta conforme o planejamento. Quanto mais cedo começar, melhor, pois poderá escolher uma estratégia entre ou poupar um valor menor mensalmente ou poupar um valor maior, ser mais agressivo e adiantar a conquista da independência financeira;

Reveja as finanças

Caso tenha dificuldades em poupar, na orientação é que seja feito um diagnóstico financeiro por 30 dias, anotando todas as despesas, separando por categorias como alimentação, transporte, vestuário, educação, guloseimas, etc. Assim reconhecerá o seu comportamento financeiro e saberá quais hábitos pode mudar para diminuir ou eliminar despesas e conseguir poupar para a aposentadoria. O sonho da independência financeira é algo que irá te mover e te motivar, mas além dele você pode estabelecer outros, de curto e médio prazo, e fazer poupanças diferentes;

Saiba onde investir

Invista o valor poupado em fundos adequados para sonhos de longo prazo, como Previdência Privada e Títulos do Tesouro Direto. Como essa é uma reserva muito importante, fruto de anos de trabalho, caso queira diversificar em investir em ações, é aconselhável destinar apenas cerca de 10% para essa modalidade, considerando o alto risco da aplicação. Lembre-se, agora é a hora de se preocupar com a aposentadoria.

Cuidado com os imóveis

O imóvel pode ficar sem locatário e, com isso, não haver renda, mas sim despesa com taxas de manutenção e impostos. O ideal é que 60% do dinheiro esteja em aplicações de alta liquidez.

Seja disciplinado e mantenha o foco

O ideal é poupar 10% do que se ganha para conseguir ter um pouco de estabilidade financeira.

Fonte: https://goo.gl/L345up